Páginas de Navegação do Menu

Amor: A Expressão do Evangelho

Amor: A Expressão do Evangelho

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa, ou como o sino que tine.
Ainda que eu tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que eu tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para o sustento dos pobres, e ainda que entregasse meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”  1 Co 13:1-3

Olá meus amigos! Hoje gostaria que explanássemos um trecho de um texto marcante da primeira carta de Paulo à igreja de Corinto. Neste trecho, ele fala sobre a importância vital do amor em contraste com todas as formas de expressão de fé cristã. E a partir disso, desejo que tenhamos uma visão transformada para que o evangelho seja tocante através de atitudes. Então vamos lá!

Percebemos que um dos dons mais “famosos” e, frequentemente assimilado com avivamento, com poder do Espírito Santo é muita das vezes buscado isoladamente, gerando um “avivamento vazio”. A partir disso, Paulo mostra que ainda que lhe fosse permitido falar a língua dos anjos e dos homens, se ele não tivesse amor, seria como o barulho de um metal, seria sem significância. Portanto, como Igreja de Deus devemos sempre, em todos os movimentos, expressar o amor de Deus que nos atingiu e nos alcançou. Para que não haja eventos vazios de significado ou, avivamentos sem a presença real do Espírito Santo que se expressa em amor.

Paulo continua dizendo que ainda que ele tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que ele tivesse uma fé tão grande que transportasse os montes, se não tivesse amor, novamente tudo isso não representaria nada. Mais uma vez somos alertados a reanalizar nossa fé para que não seja uma busca cega à comunhão com Deus sem uma busca à comunhão com o próximo. E novamente a palavra de Deus nos confirma em Tg 2:26 que a fé sem obras é morta, é ineficaz e inoperante.

Então, o apóstolo mostra mais um exemplo da superficialidade da fé sem o amor dizendo que ainda que ele ofertasse todos os seus bens aos pobres e ainda que fosse martirizado pelo evangelho se não houvesse amor em suas atitudes, nada disso o aproveitaria pois a verdadeira expressão do evangelho de Jesus Cristo é o amor. Pois foi pelo amor que Ele se entregou na cruz e morreu por nossos pecados.

Portanto, o meu desejo é que a partir de hoje a característica dos verdadeiros discípulos seja marcante e determinante em nossas vidas e que possamos expressar o Cristo que habita em nós!

“Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.” Jo 13:34-35

 

Graça e Paz!

Meu desejo é ser um engenheiro, pastor e pregador abençoado e segundo o coração de Deus! Cristão desde criança, sempre buscando conhecer a Bíblia e aprender mais sobre Deus. Meu prazer sempre foi estudar a palavra de Deus e compartilhar o que aprendi. A partir disso, tive a oportunidade de ser colunista. Vi isso como uma forma de ser um instrumento de evangelização através dos meus textos. Espero que o nome de Jesus seja glorificado através do trabalho dos JOVENS EVANGÉLICOS (JE).

     
  Receba nossas novidades diretamente em seu email  
     
   
     


Comente com o Facebook

commentários



Ou use o nosso sistema padrão


  • Daniela Duarte

    Ótimas palavras. Tão novo e já sabendo usar bem as palavras para a glória de Deus.
    Amei o site e o design do site.

    Deus abençoe!

    • Jonatas Rosa

      Obrigado Daniela!

      Não seríamos nada se o Senhor não estivesse nos motivando!

      Deus abençoe sua vida! E obrigado por fazer parte dos Jovens Evangélicos!