Páginas de Navegação do Menu

Apenas Mordomos

Apenas Mordomos

“Nascemos sem posse, sendo mordomos daquilo que nos é confiado; a única coisa verdadeiramente possuímos é a paz interior.”¹

Nobre leitor, a palavra mordomo deriva do latim (maiore domu) cujo sentido é serviçal, ou o que administra uma casa ou um bem de outrem. Mas sua essência para a tradução do texto bíblico ao qual iremos transcorrer nos remete para um profundo quebrantamento.

O texto que desejo compartilhar é o seguinte:

“O campo de um homem rico produziu com abundância.
Então ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos.
E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens.
Então direi à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos. Descansa, come, bebe e folga.
Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma. Então o que tens preparado, para quem será?
Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.”
Lc 12:16-21

É fato que o mundo se tornou globalizado, informatizado, consumista e possuidor de uma ciência multiplicada.

A mídia se tornou pedagoga; dona de um ensinamento distorcido, com “poderes” imensuráveis ao ponto de ensinar aos homens o modo correto de se viver e de ser feliz. Pode-se fazer a prova disso percebendo que existem vários itens ou hábitos que um jovem precisa ter para se tornar aceitável e se socializar com os demais. Isso não permeia apenas a juventude, mas a imposição consumista está sobre todos nós! Precisamos trocar de carro com certa frequência, de moto, de geladeira ou de smartphone.  A suposta felicidade é estampada na falsificadora vitrine da mídia.

Podemos fazer o paralelo com este homem citado por Jesus que fartou sua alma de tesouro, mas negligenciou seu tesouro espiritual. Pois, assim como naquela época, o ter está continuamente sendo determinante na essência da vida e cada pessoa. Porém, para uma pessoa regenerada pelo sangue de Jesus Cristo, o TER e o SER são dádivas da obra magnífica do Deus Criador.

Qual a pessoa que não deseja ser próspera? Quem não quer possuir bens? Ter certa reputação? Daí podemos ver a veracidade do conselho que Paulo deu ao jovem Timóteo:

“Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.”  1Tm 6:10

Portanto queridos, a essência desta mensagem é a seguinte: Nenhum homem é dono daquilo que possui, somos apenas mordomos que cuidam dos bens que nos foram confiados mas não nos pertencem, pois do Senhor é a terra e a sua plenitude! Do pó nós viemos e nos movemos sobre ele pensando que somos intocáveis, mas com toda a certeza podemos afirmar que para o pó voltaremos. E  a certeza que temos é que toda esta superficialidade é vaidade e não traz edificação!

Desta forma, podemos concluir a mensagem trazendo um dos trechos mais lindos de toda a Bíblia:

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento; para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Rm 12:2

Não se conforme, se transforme!


Anderson Vital – Goiânia, Goiás

 

¹ Do Autor

 

 

Meu desejo é ser um engenheiro, pastor e pregador abençoado e segundo o coração de Deus! Cristão desde criança, sempre buscando conhecer a Bíblia e aprender mais sobre Deus. Meu prazer sempre foi estudar a palavra de Deus e compartilhar o que aprendi. A partir disso, tive a oportunidade de ser colunista. Vi isso como uma forma de ser um instrumento de evangelização através dos meus textos. Espero que o nome de Jesus seja glorificado através do trabalho dos JOVENS EVANGÉLICOS (JE).

     
  Receba nossas novidades diretamente em seu email  
     
   
     


Comente com o Facebook

commentários



Ou use o nosso sistema padrão