Páginas de Navegação do Menu

Dê valor a sua liberdade!

Dê valor a sua liberdade!

Já se imaginou sendo perseguido, humilhado e preso por amor à Cristo? Qual seria a sua reação se chegassem em sua casa, vissem você orando e lendo a Bíblia, ou simplesmente louvando um hino, e colocassem uma arma em sua cabeça, forçando-o a negar a Deus?

Nós, brasileiros, vivemos em um “Estado Laico”, ou seja, um país que não está sujeito a uma religião e não é influenciado por ela. Isso quer dizer que temos a liberdade de seguirmos a nossa crença sem sermos perseguidos ou presos por isso. Já em outros países, como alguns do oriente médio, são subjugados pelo conhecido Estado Islâmico, que impõe uma religião – nesse caso o islamismo – como a oficial do país. Como você já deve ter visto nos noticiários da TV, eles perseguem, aprisionam e matam, das piores maneiras possíveis, todos aqueles que não acreditam em Alá como Deus, e principalmente os cristãos.
Philip Yancey, em seu livro Para que serve Deus, escreveu o seguinte:

“As igrejas dos Estados Unidos debatem questões como um novo site na internet ou se devem ou não pavimentar o estacionamento; em algumas partes do Oriente Médio, eles procuram casas seguras para se reunirem e se preocupam com informantes.
Organizações de direitos humanos afirmam que mais cristãos foram martirizados no século XX que em todo o restante da História em conjunto. Hoje em lugares como o Paquistão, a Índia, o Iêmen e a Indonésia, bem como em alguns dos países do Golfo, os cristãos correm risco de prisão e tortura simplesmente devido ao que creem.”

Obviamente são culturas diferentes, e também não quero chegar ao extremismo que “fazer sites e se preocupar com reformas na igreja” não sejam coisas importantes. O que quero refletir com vocês é de que forma estamos usando a liberdade que temos em nosso país? Antes de subir aos céus, Jesus disse:

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” Atos 1:8

O que tenho observado muito no meio do povo evangélico é que, ao invés de levarmos a palavra de Deus ao mundo, estamos deixando o mundo nos influenciar. Temos a liberdade de testemunhar com ações, pregar com palavras, louvar, estar nos cultos da igreja….. e temos deixado isso de lado, dando muito mais valor aos compromissos e valores terrenos e deixando Deus de lado, quando na verdade existem muitas pessoas sofrendo por amor ao nosso Deus.

TV, internet, amigos….. aos poucos vamos perdendo o livre acesso que temos com Deus, nos tornando escravos do pecado, sem perceber.

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. (gálatas 5:1)

Vamos dar valor à liberdade que temos, de poder adorar, buscar ao Senhor, evangelizar, dar bom testemunho e, acima de tudo, dar valor à liberdade que temos de falar com Deus a sós, ter comunhão e ouvir Ele falar conosco por meio de sua palavra. Não nos tornemos escravos do nosso cotidiano, nem dos nossos pecados. Como diz o Fernandinho em seu louvor:

Eu sou livre, eu sou livre
Nada além do sangue
Nada além do sangue
De Jesus!!

Sou formada em jornalismo e gosto muito de escrever. Uso esse dom que Deus me deu para estudar a palavra dEle e levá-la aos que necessitam. Aquele que começou a boa obra em mim a aperfeiçoará até o Dia de Jesus Cristo!

     
  Receba nossas novidades diretamente em seu email  
     
   
     


Comente com o Facebook

commentários



Ou use o nosso sistema padrão