Páginas de Navegação do Menu

Pra ser sincero…

Pra ser sincero…

Olá meus caros Jovens Evangélicos!

É com muito prazer que escrevo meu penúltimo texto de 2014. Prazer gerado por ver jovens interessados em aprender cada vez mais de Deus e buscar um maior contato com Ele! E isso é de grande importância, porque esta geração carece de pessoas determinadas a levantar a bandeira do evangelho, proclamando as Boas Novas do reino de Deus para salvar os que se perdem diariamente.

Hoje Deus falou comigo de uma forma muito especial a respeito de sinceridade. Me chamou a atenção a ver o quanto muitas vezes eu procuro por me maquiar espiritualmente perante os homens e perante Ele! E da mesma forma gostaria de te ver refletindo sobre este tema! Quantas vezes não somos sinceros diante de Deus em nossas orações? Quantas vezes deixamos nosso instinto religioso agir no automático para estabelecer um contato com Ele? Quantas vezes expressamos algo que não é latente em nosso coração? Quantas vezes criamos cabeçalhos gigantes para dirigir-nos a Deus, enquanto Ele espera apenas um diálogo franco?

É sobre isso que iremos tratar, e por isso decidi utilizar o seguinte texto como referência:

“Dá ouvidos à minha oração, que não é feita com lábios enganosos.” Sl 17.1b

As crianças são constantemente consideradas símbolo de inocência e pureza, porque em suas ações não há engano, não há mensagem subentendida. Jesus Cristo também apreciava isto nas crianças, e justamente por isso, nos disse que se não formos como elas nunca entraremos no reino de Deus (Mt 18.3). Isso é algo extremamente sério! Pois se não adotarmos a  humildade e a sinceridade de uma criança, nunca estaremos prontos para nos considerar autênticos cristãos e alcançar a salvação.

A sinceridade das crianças muitas vezes tem um ar cômico; porque elas dizem o que pensam, sem se importar em massagear o ego do ouvinte. Não se importam em fazer bonito no que dizem e ao mesmo tempo, não se importam em ir de encontro com o padrão das pessoas que estão ao redor.

E é exatamente deste modo que o Senhor quer que nos apresentemos diante dele! Sem fingimento, sem hipocrisia, vivendo a verdade nas palavras e nas ações. Ele quer que em nossas orações sejamos sinceros e digamos o que realmente está em nosso coração. Por isso que, quando Jesus foi interrogado a ensinar os discípulos a orar, começou a oração com uma palavra que descreve toda a intimidade e demanda de toda a sinceridade: Pai!

É necessário ser sincero para conversar com seu pai. Não precisa de rodeios. Podemos nos dirigir diretamente, da forma como estamos, pois assim como diz no nosso trecho destacado: o Senhor dá ouvidos à oração que não é feita com lábios enganosos.

Portanto, meu amigo, te convido a, a partir de hoje a viver em sinceridade com Deus, expondo tudo o que realmente está em seu coração. Pois é o que nosso Pai deseja; um contato direto com seus filhos, sem falsidade, apenas preenchido por verdade e humildade!

Então, lhe convido a fechar os seus olhos neste momento e dirigir uma oração ao Senhor Jesus, com toda a sinceridade, porque Ele é a única pessoa que realmente se importará e agirá quando estivermos aflitos e cheios de dores na alma. Apenas abra seu coração que o Espírito Santo, intercessor de nossas almas, fará o resto.

“Também fui sincero perante ele, e me guardei da iniquidade.
Pelo que me retribuiu o Senhor conforme a minha retidão, conforme a pureza de minhas mãos perante os seus olhos.” Sl 18.23

 

Graça e Paz!

Meu desejo é ser um engenheiro, pastor e pregador abençoado e segundo o coração de Deus! Cristão desde criança, sempre buscando conhecer a Bíblia e aprender mais sobre Deus. Meu prazer sempre foi estudar a palavra de Deus e compartilhar o que aprendi. A partir disso, tive a oportunidade de ser colunista. Vi isso como uma forma de ser um instrumento de evangelização através dos meus textos. Espero que o nome de Jesus seja glorificado através do trabalho dos JOVENS EVANGÉLICOS (JE).

     
  Receba nossas novidades diretamente em seu email  
     
   
     


Comente com o Facebook

commentários



Ou use o nosso sistema padrão