Meu pai era um homem que adorava jogar. Ele cresceu em Nova Orleans, uma cidade conhecida por seus cassinos e jogos de azar. Desde bem jovem, ele já demonstrava interesse pelo mundo dos jogos, e não demorou muito para se tornar um jogador compulsivo.

No início, meu pai parecia estar sempre ganhando. Ele contava histórias sobre as noites em que apostou tudo e saiu com muito mais do que havia colocado na mesa. Ele podia comprar presentes para minha mãe, enviar dinheiro para a família de volta para o Brasil e ainda assim ter muito dinheiro para si mesmo.

Mas o sucesso não durou muito. Como todos os jogadores, meu pai começou a perder. Ele começou a gastar cada vez mais tempo e dinheiro nos cassinos de Nova Orleans, apostando em tudo, desde jogos de pôquer até roleta. Ele costumava dizer que não podia parar, que o próximo jogo seria o que o faria ganhar tudo de volta.

Mas, como todos sabemos, o vício em jogos é uma condição crônica que nunca desaparece completamente. Aos poucos, meu pai perdeu tudo o que havia ganhado no passado, além de todo o dinheiro que ele e minha mãe haviam economizado juntos. Ele perdeu sua casa, seus bens materiais e, acima de tudo, sua dignidade.

Meus pais acabaram se divorciando, e meu pai se retirou da minha vida. Eu não o via há anos, até um dia em que o encontrei em um cassino em Las Vegas. Ele estava sentado em uma máquina caça-níqueis, olhar vago, jogando sem parar.

Aquele reencontro foi a última vez que vi meu pai. Ele morreu pouco tempo depois, sozinho em um quarto de hotel em Nova Orleans. Fiquei triste por não ter tido a chance de me reconectar com ele antes de sua morte, mas sabia que seu vício em jogos o havia afastado de todos aqueles que o amavam.

A história do meu pai é uma das muitas histórias de jogadores compulsivos que existem em todo o mundo. Seu vício afetou sua vida, minha vida e a vida de todos que o conheciam. É importante lembrar que o jogo é uma atividade divertida e emocionante, mas pode facilmente se tornar uma obsessão. Se você ou alguém que você conhece está lutando contra o vício em jogos, é importante procurar ajuda e suporte. O jogo é um jogo perigoso e seu vício pode ter consequências terríveis em sua vida e na vida daqueles que você ama.