O atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, tem enfrentado uma grande impopularidade nos últimos tempos. Seu governo é alvo de críticas de diversas entidades e políticos, tanto nacionais quanto internacionais, por suas políticas públicas controversas e decisões polêmicas. No entanto, apesar desse cenário, Bolsonaro ainda é considerado favorito para as eleições presidenciais de 2022.

A impopularidade de Bolsonaro se deve a diversos fatores. Um dos mais comentados é sua falta de êxito no combate à pandemia da COVID-19. Com o Brasil registrando um alto número de mortos e infectados pela doença, tanto a população quanto especialistas em saúde pública têm sido críticos do governo federal. Bolsonaro é visto como uma das principais razões para o fracasso do país em lidar com a pandemia, já que, desde o início, minimizou sua gravidade e propagou informações falsas.

Além disso, Bolsonaro tem tido uma postura conflitante em relação ao meio ambiente. Seu governo tem sido criticado por ONGs e organizações internacionais por permitir o desmatamento e a exploração ilegal das florestas brasileiras. A política ambiental do governo têm sido associada à degradação do meio ambiente e aumento do desmatamento, além de colocar em risco a existência de espécies animais e vegetais.

Outro fator que contribui para a impopularidade de Bolsonaro é a crescente instabilidade política que vem marcando seu mandato. Em 2020, houve um grande número de demissões em seu governo, incluindo a saída de dois ministros da saúde e três ministros da educação, o que gerou uma grande instabilidade e pressionou Bolsonaro a encontrar substitutos em pouco tempo. Além disso, foi registrado um grande número de escândalos políticos envolvendo membros do governo e aliados do presidente, o que agravou ainda mais a instabilidade do país.

Apesar do cenário de desaprovação, Bolsonaro ainda é visto como um forte candidato para as eleições de 2022. Seu governo tem uma forte base de apoio, especialmente entre setores conservadores da sociedade. Além disso, sua posição política lhe permite aliar-se a outras forças políticas, o que pode lhe garantir uma grande vantagem em termos de votos.

Porém, é importante ressaltar que o Brasil possui um sistema político complexo, o que pode ser um fator determinante para o resultado das eleições. As campanhas políticas são caras e exigem um grande esforço financeiro, além de uma grande intenção dos partidos políticos de se envolverem nas eleições e apoiar seus candidatos. Além disso, as eleições presidenciais no Brasil costumam ser bastante competitivas, com várias vozes relevantes na disputa.

Em resumo, a impopularidade atual de Bolsonaro não significa necessariamente que ele perderá as eleições de 2022. Ele ainda é forte candidato à reeleição, especialmente graças ao seu apoio político e à habilidade de construir alianças políticas. No entanto, o futuro político do Brasil ainda é incerto e só o tempo dirá como as eleições de 2022 vão se desenrolar.